quarta-feira, 19 de junho de 2013

Exposição de Espartilhos em Balneário Camburiú (SC)

A Modateca da Univali em Balneário Camboriú (SC), está com uma exposição de espartilhos da virada do século até o dia 12 de julho, aberta nas segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 9h às 13h e das 14 às 18h.

A expo se chama "Espartilhos: Artifícios da Beleza” e exibirá uma rara coleção de espartilhos de fabricação alemã, datados do final do século XIX e início do século XX. Os espartilhos pertenciam a Albertine Burow Von Buettner (da Buettner S/A) e foram cedidos por sua neta, a senhora Helga Erbe Kamp, especialmente para a mostra. 
Helga guardou os espartilhos de sua avó em casa como uma lembrança e, em 2010, procurou o professor de História da Moda, Renato Riffel, para fazer a doação de algumas peças para a Universidade. Além dos espartilhos, a doação também continha seis pares de luvas, oito chapéus e mais alguns acessórios de cabeça, como flores, penas, entre outros, que não fazem parte desta mostra. A região do Vale do Itajaí em SC é conhecida como polo da indústria têxtil.
A exposição busca promover a reflexão, a discussão e a pesquisa acerca de assuntos específicos relacionados à moda. Além disso, oferece aos acadêmicos e à comunidade em geral a oportunidade de conhecer artefatos históricos do vestuário.

Bom, eu irei para Santa Catarina este mês e vou tentar ir à Blumenau pra ver esta exposição que muito me interessa, afinal ver espartilhos originais da virada do século não é todo dia né? Se eu conseguir ir, faço um post no blog sobre. 


* Fontes consultadas: Site da Univali, Diário Catarinense (caderno Donna) e Sol Diário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOTA AOS LEITORES


Olá, tudo bem?
Fico feliz que tenha chegado até aqui! Infelizmente não consigo responder todos os leitores com devida atenção. Me perguntam sobre livros que uso nos textos estão, eles listados neste link: https://modahistorica.blogspot.com.br/p/livros.html

Alguns textos foram escritos entre 2009 e 2013, num período que eu não anotei as fontes, por isso eles não as tem. Portanto, quem me escreve cobrando as fontes destes artigos, espero que compreendam que não posso colocar uma fonte que não lembro ao certo/exatamente qual foi, indicando algo errado. MAS os livros que uso estão no já citado link - pra quem quiser ir atrás deles. Sei que professores e orientadores lhes cobram fontes e nada melhor que ler livros pra adquiri-las.


A quantidade de emails e comentários é grande e soaria repetitivo e cansativo eu responder isso a um por um dos leitores. Gostaria que essa cobrança que às vezes vem como crítica, ficasse mais amena através da compreensão, pois quando comecei o blog não sabia que se tornaria tão grande e que viraria referência no Brasil.
Agradeço a compreensão (e os elogios ao blog).
Sana ♥