Destaques

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Exposição de Espartilhos em Balneário Camburiú (SC)

A Modateca da Univali em Balneário Camboriú (SC), está com uma exposição de espartilhos da virada do século até o dia 12 de julho, aberta nas segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 9h às 13h e das 14 às 18h.

A expo se chama "Espartilhos: Artifícios da Beleza” e exibirá uma rara coleção de espartilhos de fabricação alemã, datados do final do século XIX e início do século XX. Os espartilhos pertenciam a Albertine Burow Von Buettner (da Buettner S/A) e foram cedidos por sua neta, a senhora Helga Erbe Kamp, especialmente para a mostra. 
Helga guardou os espartilhos de sua avó em casa como uma lembrança e, em 2010, procurou o professor de História da Moda, Renato Riffel, para fazer a doação de algumas peças para a Universidade. Além dos espartilhos, a doação também continha seis pares de luvas, oito chapéus e mais alguns acessórios de cabeça, como flores, penas, entre outros, que não fazem parte desta mostra. A região do Vale do Itajaí em SC é conhecida como polo da indústria têxtil.
A exposição busca promover a reflexão, a discussão e a pesquisa acerca de assuntos específicos relacionados à moda. Além disso, oferece aos acadêmicos e à comunidade em geral a oportunidade de conhecer artefatos históricos do vestuário.

Bom, eu irei para Santa Catarina este mês e vou tentar ir à Blumenau pra ver esta exposição que muito me interessa, afinal ver espartilhos originais da virada do século não é todo dia né? Se eu conseguir ir, faço um post no blog sobre. 


* Fontes consultadas: Site da Univali, Diário Catarinense (caderno Donna) e Sol Diário.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Nota aos Leitores

Olá, tudo bem? Fico feliz que tenha chegado até aqui! :) Infelizmente não consigo responder todos os leitores com devida atenção. Me perguntam com muita frequência quais as fontes dos meus textos e algumas pessoas são bem agressivas nesta abordagem. É necessário informar que alguns textos aqui presentes foram escritos entre 2009 e 2013, período que eu não tinha preocupação de anotar as fontes. Não posso hoje colocar uma fonte que não lembro se está correta, indicando algo errado ao leitores. Sei que professores e orientadores lhes cobram fontes e lhes garanto que há material disponível em publicações em português apropriadas para um trabalho de pesquisa. Nos textos pós 2014, eu indico a fonte consultada. Gostaria que essa cobrança que às vezes vem como crítica, ficasse mais amena através da compreensão, pois quando comecei o blog não sabia que se tornaria referência. Além disso, isso é apenas um blog que visa o entretenimento e não é minha obrigação fornecer uma pesquisa pronta a outra pessoa. Alguns livros que uso estão listados neste link (que está desatualizado): https://modahistorica.blogspot.com.br/p/livros.html, outros estão resenhados aqui no blog, procure a tag "livros". A quantidade de emails e comentários é grande e soaria repetitivo e cansativo eu responder isso a um por um dos leitores, por isso essa nota se fez necessária. Agradeço a compreensão (e os elogios ao blog). Atenciosamente, Sana M.

© .História da Moda. – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in