quarta-feira, 3 de julho de 2013

Cabelos em tom pastel no século XVIII

Cabelos tingidos em tons pastel são uma tendência há algumas temporadas. A produção de tintas em cor pastel é uma novidade tecnológica, antes era necessário usar cores vibrantes e amenizá-las manualmente. Mas esta tendência não é nova, tem ao menos 300 anos. Claro que antigamente não era tinta, era um pó!

O texto a seguir foi escrito pela autora do blog de acordo pesquisas em fontes estrangeiras. É um artigo que, até o momento de sua publicação, não havia semelhante em outros sites em português. Se usarem trechos desta postagem como referência em trabalhos ou sites, por favor, citem este link como fonte. 

A moda de pulverizar cabelos foi introduzido pelo rei Henrique IV da França (1589-1610) quando decidiu usar um pó escuro em seu cabelo grisalho. Inicialmente também, o pó era usado como um desengordurante, só nó século XVIII a pulverização de cabelos se tornou uma sensação! Se tornou comum o pó ser colorido. Por ser um produto natural ao ser passado nos cabelos, ganhava tons pastel. A tendência se tornou especialmente forte entre as mulheres.

O exemplo mais famoso do pó colorido é "Portrait of a Young Lady" de Yermolai Kamezhenkov de 1790: cabelo rosa!


O pó era feito de vários materiais desde milho e farinha de trigo da pior qualidade à melhor qualidade do amido que eram moídos e peneirados. Eram  perfumados com flor de laranjeira, lavanda ou raiz de lírio. O pó em tom off-white era feito de crina de cavalo.

Tanto os homens quanto mulheres usaram o pó em seus cabelos ou perucas ao longo do século XVII e XVIII.
O pó branco (assim como as perucas brancas) era o mais caro, por isso só era usado somente pelos mais ricos e bem nascidos. Eles gostavam do pó porque estragava menos o cabelo do que a descoloração ou o tingimento.

Entre os homens, além do branco, o off-white e o cinza eram os tons mais usados. 


O pó branco sobre o cabelo escuro produz tons de cinza escuro e não o tom branco visto em filmes e em perucas atuais da época. Já o pó branco aplicado sobre o cabelo claro produz um efeito elevado de loiro.
Com o tempo, cabeleireiros da época desenvolveram pós em várias cores como cinza, laranja, vermelho, marrom, laranja, rosa, azul, cereja e violeta. Ele era aplicado nos cabelos ou perucas com um fole, sendo o rosto da pessoa coberto com uma máscara em forma de cone.

Ter pó nos cabelos se tornou um símbolo de alto escalão. Quem queria ser tratado com respeito nos círculos da sociedade deveria ter pó os seus cabelos! E quanto mais forte a cor, mais respeitável a pessoa pareceria.
Ao contrário do que se imagina, as mulheres no século XVIII não usavam somente perucas, e sim um penteado complementado com cabelos naturais ou artificiais.

Cabelos: cereja, esverdeado, azul pendendo pro violeta e azuis acinzentados.
 

Cinzas escuro, cinza claro e o caríssimo branco!


Enquanto as francesas usavam e abusavam do pó e suas cores desde pelo menos 1750, as inglesas só passaram a usá-lo na década de 1770. Em 1780, praticamente todos os jovens tinham seus cabelos naturais pulverizados!

Maria Antonieta também era adepta: rosado, laranja e cinza.


Esta moda ficou em voga até aproximadamente 1790; nesta época, as inglesas já quase não usavam o pó pois em 1795, o governo britânico passou a cobrar um imposto sobre o pó de cabelo de um guinéu por ano. Este imposto efetivamente causou o fim da tendência tanto da moda das perucas quanto a do pó. Na França, com o início da Revolução Francesa em 1789, o desaparecimento da tendência se tornou o símbolo da decadência da nobreza.

Esta loja no etsy.com vende a fórmula original do pó de 1770 por £ 10,23.

Ter "cabelos coloridos" também foi tendência em outras épocas, antes das subculturas, como mostrarei no próximo post. 


O texto foi escrito pela autora do blog de acordo pesquisas em fontes estrangeiras. É um artigo que, até o momento de sua publicação, não havia semelhante em outros sites em português. Se forem usar trechos deste texto como referência para trabalhos ou sites, citem este link como fonte. 

Consultas da web:
https://en.wikipedia.org/wiki/Wig
http://rottenfields.blogspot.co.uk/
http://demodecouture.com
http://bobbypinblog.blogspot.com.br

10 comentários:

  1. ADOREI o post!

    E nós aqui sempre achando que somos OS modernos e OS inventivos, né?

    Sana, você já viu o blog "Madame Isis' Toilette"? Ela se dedica às questões cosméticas do século XVIII, inclusive recriando e adaptando receitas da época. Vale muito a pena dar uma olhada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, quando eu descobri esse lance do pó colorido eu me senti TÃO ultrapassada! Puxa, nada é novo! E eu aqui me achando moderninha afff... que nada!
      Ah olha só, não lembro de ter visitado esse blog antes, pelo que vi a dona é a mesma do 18th century blog. Valeu pela indicação! =D

      Excluir
  2. Que post maravilhoso, quando via essas pinturas pensava que as cores dos cabelos eram fruto de um "photoshop" do pintor, e não pós coloridos rsrs. Adorei!
    Beijos.

    http://divadebrecho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. post realmente sensacional, nunca passou pela minha cabeça que já existia jeitos de mudar a cor do cabelo nessa época, mesmo achando as cores das pinturas um tanto curiosas. :p
    será que um dia essa moda volta por estragar menos o cabelo? queria muito reviews desse que vendem no etsy mostrando o resultado, duração, etc.
    enfim, realmente fantástico, muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rika, tem uma moça que fez review deste pó! Perdi o link, vou achar e mando pra você.
      O que eu sei que existe é uma pasta pigmentadora, no moda de subculturas, procura um post de 30 de junho de 2012 ;)

      Excluir
  4. Eu nunca que ia imaginar que os cabelos coloridos em tons pasteis são tão antigos assim oO

    Muito interessante o post e gostei bastante do blog, estou seguindo =)

    ResponderExcluir
  5. mais um post incrível! adorei! obrigada!

    ResponderExcluir
  6. Simplesmente apaixonada! Obrigada pela pesquisa e pelo post. S2

    ResponderExcluir
  7. Adorei o post. Estava realizando uma pesquisa sobre este tema. Realmente a moda sempre se repere

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOTA AOS LEITORES


Olá, tudo bem?
Fico feliz que tenha chegado até aqui! Infelizmente não consigo responder todos os leitores com devida atenção. Me perguntam sobre livros que uso nos textos estão, eles listados neste link: https://modahistorica.blogspot.com.br/p/livros.html

Alguns textos foram escritos entre 2009 e 2013, num período que eu não anotei as fontes, por isso eles não as tem. Portanto, quem me escreve cobrando as fontes destes artigos, espero que compreendam que não posso colocar uma fonte que não lembro ao certo/exatamente qual foi, indicando algo errado. MAS os livros que uso estão no já citado link - pra quem quiser ir atrás deles. Sei que professores e orientadores lhes cobram fontes e nada melhor que ler livros pra adquiri-las.


A quantidade de emails e comentários é grande e soaria repetitivo e cansativo eu responder isso a um por um dos leitores. Gostaria que essa cobrança que às vezes vem como crítica, ficasse mais amena através da compreensão, pois quando comecei o blog não sabia que se tornaria tão grande e que viraria referência no Brasil.
Agradeço a compreensão (e os elogios ao blog).
Sana ♥