Destaques

sábado, 25 de maio de 2013

O que é Moda?

Moda vem do latim modus e significa “modo”, “maneira" e "comportamento". 
Em francês: "mode": uso, hábito ou estilo. 
Em inglês a etimologia da palavra "fashion" remete ao latim factio, que significa fazendo ou fabricando, com caráter industrial.

Moda é a ligação entre o vestuário e o período histórico em que vivemos.

A palavra "moda" começou a ser usada com o nascimento da burguesia na Europa, mais precisamente no fim da Idade Média. E toma grande destaque na França de Maria Antônieta. Mas o primeiro grande ícone de moda francesa foi Luís XIV (o rei sol) no século XVII, devido a sua vaidade excessiva, a França se tornou o centro ditador de moda, que no começo era instituída pelos nobres, os alfaiates apenas obedeciam a seus desejos. A burguesia, em sua maioria comerciantes que passaram a ter dinheiro, copiavam os tecidos, o jeito de se vestir e se portar da nobreza, que não ficou feliz em ver cópias de suas roupas nessa recém criada classe social. A nobreza então, passa a criar códigos internos de vestir que mudavam rapidamente, antes que a burguesia tivesse tempo de copiá-los. Nasceu aí a moda que se modifica freqüentemente.
Nessa mesma época foram criadas as regras de etiqueta, com o objetivo de diferenciar a origem da pessoa, já que ao se vestir, estavam todos praticamente iguais.

O conceito de moda como citei acima, não existia entre os povos antigos. No Egito, por 3 mil anos o vestuário foi o mesmo. Foi só mesmo no final da Idade Média  que a moda como conhecemos hoje começou a se desenvolver. E as mudanças eram muitos lentas, 40, 50, 100 anos até que se mudasse alguma coisa no vestuário.

Na segunda metade do século XIX, a Alta Costura surgiu através do inglês Charles Frederic Worth, e a partir daí a roupa passou a ser assinada pelo seu criador e ser um "criador de modas" dava status. Depois disso veio o sistema prêt-à-porter (pronto para vestir), onde a roupa não era mais feita sob medida, e sim em grande quantidade, que foi o que deu origem ao surgimento dos grandes magazines e ao barateamento das roupas, sempre atendendo as necessidades da sociedade de acordo com suas modificações.
 
Antes, não havia distinção entre os tecidos usados por homens e os usados por mulheres; é no século XIX que o vestuário desses dois grupos se afasta cada vez mais. Naquele século (em que a máquina de costura foi inventada), a moda mudava em média de 25 em 25 anos (1809: Império; 1830: Romântico 1850: Vitoriano; 1895: Belle Époque) e assim que o século XX se iniciou, essas mudanças passaram a ser mais rápidas ainda, podemos dizer que, de 10 em 10 anos e desde então este tempo tem diminuido.

Moda é a tendência de consumo da atualidade. A moda é composta de diversos estilos. Ela acompanha o vestuário e o tempo, num contexto político, social, sociológico.

Estilo é algo pessoal, é uma marca registrada de cada pessoa, é a forma como você se apresenta para o mundo. A maneira como cada um usa ou faz moda, a forma como as tendências são incorporadas no visual ou não. Ter estilo é respeitar sua identidade, a pessoa que tem um estilo próprio pode até se vestir com roupas da moda, mas desde que estejam em harmonia com sua personalidade.

Modismo é aquela tendência de comprar, fazer, falar e ser o que todos são/tem no momento. Modismo é aquilo que está em moda e tem caráter efêmero.

Roupa, também chamada de vestuário ou indumentária, é qualquer objeto usado para cobrir certas partes do corpo. Roupas são usadas por diversos motivos: sociais, culturais, religiosos ou por necessidade.

Há muito preconceito em relação à moda, em parte por seu lado efêmero (muda sempre, e seu meio é a roupa) e porque ela tem a ver com a aparência,  supostamente privilegiando o superficial. Muitas vezes, a moda  também é vista como algo feito para iludir, disfarçar ser alguém que na verdade  não se é. Porém a moda já deixou de ser sinônimo de futilidade e improvisação há muito tempo.
Muitos sentem-se manipulados pela moda. "Estar na moda" parece ser coisa para uma elite (econômica, social e cultural) e mobiliza certa raiva por parte de quem está "de fora" da moda. Esquece-se que há também a moda dos guetos, dos nichos, a moda da contracultura, alternativa, anticonformista, de protesto. Todos tem seu lugar na moda.


A moda nunca esteve tão livre e democrática. Não há mais regras rígidas de vestimentas. Ser original e ter estilo próprio, individualizado é o que está sendo mais valorizado.

*Originalmente postado em meu outro blog, o Moda de Subculturas.

Fontes consultadas: http://www.portaldasjoias.com.br, http://www.vivaitabira.com.br, http://manequim.abril.com.br/moda/historia-da-moda/50-anos-da-moda-no-brasil e acervo pessoal

Comentários via Facebook

17 comentários:

  1. Bastante esclarecedor o texto.Como pró de artes,valeu para que os alunos entendessem do que seja modas.

    ResponderExcluir
  2. Eu queria copiar pra colocar em um trabalho de seminário com autora e tudo mais bem certinho. Mas não consegui selecionar.

    ResponderExcluir
  3. Amei o seu blog, pois você conseguiu me ajudar em um trabalho da faculdade.
    www.adilaangelo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Também gostaria muito de saber suas fontes para que eu possa pesquisar e acrescentar ao meu trabalho.
    Email:blogdaadila@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. muito bom ajudou a fazer a tarefa de educação fisica!!

    ResponderExcluir
  6. Pois é o texto foi bem elaborado
    Gostei

    ResponderExcluir
  7. amei me ajudou em trabalho de artes da escola meus parabéns ótimo trabalho continue assim e seu blog vai longe,muito longe

    ResponderExcluir
  8. Maravilhoso texto, super coerente e fácil de intender. Parabéns, amei♡

    ResponderExcluir
  9. Muito bom! Estou fazem um trabalho escolar sobre isso!

    ResponderExcluir
  10. Muito obrigado pela contribuição. De fato, aceitei o desafio de lecionar em aula um assunto totalmente adverso ao meu universo (perdi uma aposta em meu círculo social). E a forma profundamente bem embasada de suas colocações deram-me um bom sustento para minhas considerações.
    Parabéns!
    P.S: é de alguém que nutria profundos preconceitos com relação a este universo "fashion".

    ResponderExcluir
  11. Muito bom, várias informações precisas. Amei
    www.ivonevito.com.br

    ResponderExcluir

Nota aos Leitores

Olá, tudo bem? Fico feliz que tenha chegado até aqui! :) Infelizmente não consigo responder todos os leitores com devida atenção. Me perguntam com muita frequência quais as fontes dos meus textos e algumas pessoas são bem agressivas nesta abordagem. É necessário informar que alguns textos aqui presentes foram escritos entre 2009 e 2013, período que eu não tinha preocupação de anotar as fontes. Não posso hoje colocar uma fonte que não lembro se está correta, indicando algo errado ao leitores. Sei que professores e orientadores lhes cobram fontes e lhes garanto que há material disponível em publicações em português apropriadas para um trabalho de pesquisa. Nos textos pós 2014, eu indico a fonte consultada. Gostaria que essa cobrança que às vezes vem como crítica, ficasse mais amena através da compreensão, pois quando comecei o blog não sabia que se tornaria referência. Além disso, isso é apenas um blog que visa o entretenimento e não é minha obrigação fornecer uma pesquisa pronta a outra pessoa. Alguns livros que uso estão listados neste link (que está desatualizado): https://modahistorica.blogspot.com.br/p/livros.html, outros estão resenhados aqui no blog, procure a tag "livros". A quantidade de emails e comentários é grande e soaria repetitivo e cansativo eu responder isso a um por um dos leitores, por isso essa nota se fez necessária. Agradeço a compreensão (e os elogios ao blog). Atenciosamente, Sana M.

© .História da Moda. – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in