segunda-feira, 27 de maio de 2013

Peplum

A palavra peplum vem do grego "túnica", embora a palavra tenha se referido a outras peças de vestuário grego também. A segunda definição da palavra, independente da primeira, deriva da evolução de trajes do século XVIII. O pet en l’aire, uma peça feminina que fica entre o casaco e o robe à la française (sack dress) era popular do começo do século até 1740, sendo que o comprimento variava do joelho para cima e foi encurtando gradualmente até se tornar o início do peplum (saia curtinha) lá por 1780.
No século XIX, o peplum se torna uma "saia" acoplada um pouco acima dos quadris em jaquetas, outras saias ou blusas justas podendo também ser apenas um babado adicional.

Origens da peça: século XVIII e século XIX:



O peplum atual é mais parecido com o dos anos 1940, que era inserido na cintura dos paletós em diferentes estilos. Algumas vezes era aumentado para dar mais curvas aos quadris e enfatizar a cintura, usado com saias estreitas ou lápis. A peça deu uma sumida na década de 1950, mas voltou no final dos anos 1980 e no início de 1990 em jaquetas com grandes ombreiras o que fazia a cintura parecer menor do que realmente era. 
A partir da década de 2000, o peplum se tornou mais discreto, seguindo a moda atual de peças acinturadas dando uma imagem mais retrô e romântica ao look.

Estes modelos abaixo são de recentes coleções da Renner e da CeA. 



Seguindo a moda retrô, estes modelos alternativos são inspirados nos anos 1940:



Estas peças já tem uma pegada mais rock, saias de uma grande loja alternativa americana.



Eu tenho visto muitos blogs relativamente conhecidos dizendo o absurdo de que apenas garotas magras podem usar... Com certeza estas pessoas estão falando uma grande besteira!

Lembram do post sobre a Moda Plus Size onde eu selecionei alguns modelos de corpos de gordinhas e dei dicas do que cada um pode usar? Então, um corpo maçã* pode usar peplum se o babado for mais suave e pequeno; o corpo plus size ideal pra usar a peplum é o triângulo invertido*, assim como no corpo retângulo* porque estes corpos pedem que se crie uma cintura para disfarçar os quilos a mais. Basta saber escolher o babado peplum ideal, de preferência que ele parta da cintura, tendo sempre em mente que se você é obesa de estatura média ou baixinha, é preferencia que a barra da saia não ultrapasse os joelhos, pois uma obesa quando fica com a silhueta achatada, pode parecer mais obesa do que realmente é! Saltos ajudam a alongar a silhueta mas nem sempre estamos a fim de usar salto, então diminuir a barra da saia pode ser uma opção.
* vejam os formatos de corpos no post da moda plus size.

Corpo maçã com peplum na cintura e curtinho; o corpo ampulheta pode usar peplum à vontade! Não achei fotos de gordinhas com corpo retângulo e triângulo invertido com a peça, uma pena...
Observem a altura da barra das saias delas ;)



 
O corpo triângulo ou pêra, teoricamente seria o menos recomendado pra usar peplum, pois ele aumenta o quadril, mas reparem na moça ao lado, ela tem corpo pêra e o peplum realmente deu a impressão que o quadril dela é bem maior do que realmente é, especialmente porque ela usou a blusa com jeans justo. Mas ela não está nem aí, está super confiante. E é isso que vale, pra magras ou gordinhas: ter auto estima e usar o que quiser! =)

*Originalmente postado em meu outro blog, o Moda de Subculturas


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOTA AOS LEITORES


Olá, tudo bem?
Fico feliz que tenha chegado até aqui! Infelizmente não consigo responder todos os leitores com devida atenção. Me perguntam sobre livros que uso nos textos estão, eles listados neste link: https://modahistorica.blogspot.com.br/p/livros.html

Alguns textos foram escritos entre 2009 e 2013, num período que eu não anotei as fontes, por isso eles não as tem. Portanto, quem me escreve cobrando as fontes destes artigos, espero que compreendam que não posso colocar uma fonte que não lembro ao certo/exatamente qual foi, indicando algo errado. MAS os livros que uso estão no já citado link - pra quem quiser ir atrás deles. Sei que professores e orientadores lhes cobram fontes e nada melhor que ler livros pra adquiri-las.


A quantidade de emails e comentários é grande e soaria repetitivo e cansativo eu responder isso a um por um dos leitores. Gostaria que essa cobrança que às vezes vem como crítica, ficasse mais amena através da compreensão, pois quando comecei o blog não sabia que se tornaria tão grande e que viraria referência no Brasil.
Agradeço a compreensão (e os elogios ao blog).
Sana ♥