segunda-feira, 27 de maio de 2013

Vintage x Retrô x Antigo

Sabemos que tudo que lembra o "antiguinho" está na moda. Direto caio em sites eu blogs "vintages" e sempre me preocupo com o uso errado da palavra em alguns deles. Claro que não saio por aí corrigindo as pessoas, mas até que dá vontade hehe!! Minha maior preocupação é que as pessoas aprendam o que é errado e não o que é certo e com isso, passem adiante uma informação incorreta.

Vou postar aqui não apenas as diferenças mas também vou explicar o que é apenas algo "antigo". Isso pode ser de grande ajuda pra você que quer fazer a limpa no guarda roupas mas quer guardar umas peças de hoje no baú pra daqui há 20 anos usá-la de novo ou vender por um preço de raridade.

Vintage são roupas e objetos originais de uma determinada época, mais específicamente do século XX. Precisa-se de pelo menos duas décadas pra receberem o nome de Vintage. Ou seja, atualmente uma peça original dos anos 80 já é consderada vintage. Essas peças podem ser peças antigas de seu pai, de sua mãe, de sua avó ou peças antigas de segunda mão encontradas em brechós ou no caso de móveis ou objetos, em antiquários. O Vintage é algo de fato antigo.

Mas para ter valor financeiro e status de vintage, a peça tem de ser de uma pessoa que tinha estilo muito próprio, ser de algum estilista/marca renomada, não ter sofrido alteração (como customizações ou tingimentos), representar a moda de uma época e estar em perfeito estado de conservação. Caso contrário a peça é apenas antiga.

O Antigo são peças com muitos anos de vida também, mas que não tem valor de estilo, de representação de moda ou história. Ou seja, são coisas velhas com pouco valor financeiro e muito valor emocional. Ex: Aquela sua roupinha de bebê guardada não é vintage, é apenas antiga. ^^

Retrô são roupas e objetos atuais que fazem uma releitura de outras épocas. São peças/objetos modernos inspirados em décadas passadas sendo reproduzidos  igualmente, parecidos ou com referência dos originais. 

Se você pretende guardar algumas peças, seja por apelo vintage ou por apelo emocional, agora já sabe como classificá-las. =)

*Originalmente postado em meu outro blog, o Moda de Subculturas.

Fonte consultada.

6 comentários:

  1. uau adorei,muitas pessoas fazem essa confusão mesmo rsrs

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post. Sou apaixonada por história da moda !!!

    Meu blog também fala sobre moda : www.estilosasefashionistas.blogspot.com.br

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Incrivel!!! agora já sei, você tem canal no you tube?

    ResponderExcluir
  4. Acho que vou escrever em uma cartolina e colar no meu quarto para sempre me lembrar do termo correto hahahahaha
    Eu achava que Retrô era algo mais dos anos 50 e o Vintage algo dos anos 1920.. É muito bom aprender as coisas da forma certa hahaha

    ResponderExcluir
  5. Procurando decoração para casamento, me deparei com estilo vitoriano (sec XIX) mas tenho duvida se é o mesmo que vintage. Alguém pode me dizer se está relacionado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Não, o vintage é só século XX. O vitoriano já se encaixaria em antigo ou histórico, dependendo do móvel.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

NOTA AOS LEITORES


Olá, tudo bem?
Fico feliz que tenha chegado até aqui! Infelizmente não consigo responder todos os leitores com devida atenção. Me perguntam sobre livros que uso nos textos estão, eles listados neste link: https://modahistorica.blogspot.com.br/p/livros.html

Alguns textos foram escritos entre 2009 e 2013, num período que eu não anotei as fontes, por isso eles não as tem. Portanto, quem me escreve cobrando as fontes destes artigos, espero que compreendam que não posso colocar uma fonte que não lembro ao certo/exatamente qual foi, indicando algo errado. MAS os livros que uso estão no já citado link - pra quem quiser ir atrás deles. Sei que professores e orientadores lhes cobram fontes e nada melhor que ler livros pra adquiri-las.


A quantidade de emails e comentários é grande e soaria repetitivo e cansativo eu responder isso a um por um dos leitores. Gostaria que essa cobrança que às vezes vem como crítica, ficasse mais amena através da compreensão, pois quando comecei o blog não sabia que se tornaria tão grande e que viraria referência no Brasil.
Agradeço a compreensão (e os elogios ao blog).
Sana ♥